top of page
Buscar
  • portalbuglatino

“Waitheri, Totihi e Peheti - Coragem, beleza e verdade” Bug Sociedade


Povo Yanomami. Foto retirada do Portal Gov.Br

“Waitheri, Totihi e Peheti (Coragem, beleza e verdade)” Bug Sociedade

Essa é a língua Yanomami – era uma das duzentas que havia aqui, antes dos brancos chegarem. Essa é a primeira norma esquecida: somos - todos os brasileiros - descendentes deles. Os indígenas são a nossa raiz. Ao escuro dos nossos olhos e cabelos lisos, à pele morena, somou-se o marrom dos escravizados que chegaram aqui aos milhões. Somos o produto de duas raças-base com umas gotinhas de branco – que podem parecer pregnantes, esta é a ilusão que nos vendem – mas não são.

Por causa disso, quando vimos nossos ancestrais, nossos parentes, sendo tratados como raízes a serem arrancadas da terra, eu fiquei muito mais do que triste – os gritos, impropérios e medo que ele plantou ininterruptamente por 4 anos, não seriam capazes de arranhar a minha raiva. O meu asco. O meu horror. Fiquei meio cega de raiva e dor, acho.

Quando vi as imagens, foi pra mim imediata a lembrança das fotos do holocausto – vi parentes nossos que pareciam ainda mais magros do que os judeus na segunda guerra mundial e eu poderia ter jurado que aquilo era o máximo da falta de caráter, ética, princípios, honra, humanidade. A crueldade e si mesma, pura.

A pior ofensa que me atingiu foi mesmo a falta do nosso conteúdo humano - que temos e somos – e que nos deixou praticamente imóveis, sem sabermos bem o que fazer, como reagir àquela maldade superlativa – e sinceramente, eu ainda não sei como lidar com isso sem ficar cega de raiva.

A raiz dos nossos parentes está naquela terra, nós somos essa terra. Os brancos são os estrangeiros que nós recebemos aqui e não o contrário. Nossas divindades nascem da natureza, são produtos da terra – seja do lado africano ou do lado nativo. Portanto eu não aceito outro olhar que não perceba o assassinato em massa e sem dar nenhuma chance de salvação aos nossos parentes.

Parentes – eles nos chamam de parentes. E nós? O que somos? Agimos como parentes? Permissivos e ausentes é igual a ser parente?

Tenho vergonha de mim. Tenho vergonha de só ter acordado com a morte de Dom e Bruno. Tenho vergonha de não ter reagido antes. Hoje vi pessoas tentando tripudiar da dor dos nossos parentes e a dor foi se alastrando pelo meu corpo inteiro.

Parece que se ridicularizarem o fato da morte dos nossos ancestrais, das nossas raízes, a ação de matar não vai ficar tão evidente. Vai se transformar em “desinformação”. Posso garantir que pra mim virou cicatriz.

Nunca mais vai sair.

E para este monstro...justiça. Uma justiça ancestral, inabalável, profunda e com a força dos espíritos da natureza que ele também tentou assassinar, prender, emudecer, assim como tudo ao seu redor.

Que ele viva no deserto que é seu coração e que seu espírito habite com o que ele tentou criar entre nós, os donos dessa terra. Que ele viva e habite o silêncio árido do medo e a solidão absoluta da incerteza. Que ele seja o primeiro a sofrer a ação dos seus próprios produtos de crueldade e que o Brasil assista – inabalável.

Sem anistia.

Ana Ribeiro, diretora de cinema, teatro e TV


“2023, Janeiro intenso” Bug Sociedade

Como é fácil estragar e como é tão demorado e exigente construir. Ver o atual Governo do Brasil enfrentando diversos e profundos problemas que a todo o instante pipocam ou que são muito mais terríveis do que se julgava, nos faz desejar que todos os elementos estejam bem, estáveis, saudáveis, com energia de atletas, com enorme tolerância a confrontos, com habilidade para lidar níveis elevados de estresse, com familiares que apoiam, entendem, protegem. Foco, coragem, persistência. Vão precisar muito.

Muitas vezes na vida pedimos dinheiro, sorte e milagres, pedimos que os nossos problemas desapareçam num piscar de olhos. O que tem valor, o que é importante, como a felicidade, como amar, como reconstruir um país, dá muito trabalho. Ficar sentado no sofá aguardando a sorte destrói tudo em nossa volta, destrói a nossa saúde também. Depositar na cabeça das pessoas a ideia de que as redes sociais são lugares fáceis de ganhar dinheiro, que cantar uma canção e colocar no YouTube te tornará uma estrela, que ser bom a jogar futebol te dará dinheiro para fazer o que quiseres...é Fake News das potentes. As pessoas que trabalham com redes sociais são máquinas que não têm autorização para parar, que trituram neurônios, com prazos e demandas que aumentam exponencialmente. Ana Laíns, uma cantora portuguesa incrível que já tem uma carreira de mais de 20 anos, deveria estar em todos os programas de música ou variedades nas televisões, rádios, festivais, ter milhões de visualizações na internet. Não é assim porque não é boa? Errado. Só vemos os que têm acesso e nos fazem acreditar que os que têm acesso são os bons, mas não é bem assim. Aí vem a profissão mais estimulada nos jovens com infâncias de dificuldade – jogador de futebol. A possibilidade de sair da pobreza, de mudar o rumo da família, de viver a vida de sonho. É só saber jogar, ter o empresário certo. Ninguém perde tempo a educar, a ensinar a respeitar leis, a respeitar os outros, saber perder e ganhar, a saber falar, a saber a diferença entre o que é honesto ou não, a gerir comportamentos. Ninguém perde tempo a diminuir ego, vaidade, prepotência, teimosia. Ninguém perde tempo a ensinar a respeitar as mulheres. A conta bancária vai aumentando e cada vez menos pessoas os conseguem parar, ensinar, controlar. Cada vez ouvem menos as pessoas. Têm milhões na conta, como vão ouvir pessoas que têm tostões na conta – esse é o infeliz raciocínio aprendido. Vivem com bajuladores em volta, têm acesso a tudo, tudo o que fazem de “sujo” alguém sempre limpa. Machismo e patriarcado, aprendizagens que um dia farão mossa na sua vida e na vida de mulheres que se cruzem com eles. Umas apenas por se cruzarem com eles, outras por os enfrentarem, outras por se recusarem a fazer o que eles querem, etc.

Goleiro Bruno, Robinho, Daniel Alves, Neymar, Cristiano Ronaldo, Jean Paulo, Cuca, Mancini, Danilinho, Jobson, Marcelinho Paraíba, Adam Johnson, Mason Greenwood, Mendy, Karim Benzema, Franck Ribéry, Ched Evans - ver links sobre cada um abaixo - são alguns exemplos de futebolistas famosos, acusados de crimes sexuais. Quantos mais existirão, quantos mais nunca saberemos porque as mulheres nem coragem tiveram de falar? Quantos no mundo acham que as mulheres é que são as culpadas? Que querem aproveitar-se da fama deles? Que se ofereceram? Quantos acham que as mulheres têm razão? Não é muito difícil imaginar o que o patriarcado acha, o que o machismo acha. Ainda temos muito a caminhar, demasiado mesmo, para chegarmos a um lugar civilizado e justo para as mulheres. É duro, mas mulheres como Shakira nos dão alento, nos estimulam a seguir. Viva Shakira!

Australian Open de Tênis em funcionamento. Saudades de Federer que está aposentado ajudando o turismo da Suiça. Sempre um cavalheiro. Rafael Nadal com seu corpo “falando” que a hora da aposentadoria está rondando, saiu por derrota - mais lesão do que derrota. Djokovic de perna ligada, mas afinadíssimo para vencer mais um Grand Slam. Terá de passar por tenistas menos consagrados mas que estão bombando.

Mais um BBB (Big Brother Brasil), mais uma possibilidade de pessoas anônimas virarem estrelas, mais uma forma milionária de entretenimento controversa para um canal de Tv. Eu diria que o BBB atual é a vida, é o novo Governo, são os problemas que surgem todos os dias para resolver, são as descobertas de crime, corrupção e ilegalidades cometidas pelo anterior Governo, são os inúmeros processos contra Bolsonaro e seu aliados. Um BBB que vai durar e surpresas não faltam. Só não dão carros, mas rachadinhas, ui, isso tem de monte.

Ana Santos, professora, jornalista


Links de notícias sobre jogadores de futebol acusados de crimes sexuais

https://revistaforum.com.br/esporte/2023/1/21/dez-jogadores-de-futebol-brasileiros-so-acusados-de-agredir-mulheres-saiba-quem-so-130377.html


https://www.uol.com.br/esporte/futebol/colunas/rafael-reis/2020/09/21/estupro-pedofilia-e-cia-7-jogadores-que-foram-acusados-de-crimes-sexuais.htm

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page