Buscar
  • portalbuglatino

Poesia une


Basílica do Senhor do Bonfim, Salvador, Bahia

Poesia ucraniana, bela, tocante, corajosa.

Poesia de Camões, bela, tocante, corajosa.

A vida que tem poesia sempre será bela, tocante, corajosa.


1. Poesia indicada pelo Bug Latino


“Anoitecer”


“Pomar de cerejeiras junto à casa,

Zumbem besouros pelo pomar,

Caminham lavradores com os arados,

E as mocinhas a cantar,

As mães as aguardam para jantar.

Ceia a família ao lado da morada,

Surge a estrela vespertina.

A filha serve o jantar,

A mãe tenta ensinar,

Porém o rouxinol não cessa de cantar.

Acomodou a mãe junto à vivenda

Os seus filhos pequeninos;

E adormeceu ao lado deles.

Aquietou-se tudo, somente as moças

E o rouxinol não se aquietaram.”


Taras Shevchenko

(1814-1861)

Poeta, pintor, desenhador, artista e humanista ucraniano


2. Poesia indicada por Maria Lúcia Levert


“Endechas a Bárbara escrava”


"Aquela cativa

Que me tem cativo,

Porque nela vivo

Já não quer que viva.

Eu nunca vi rosa

Em suaves molhos,

Que pera meus olhos

Fosse mais fermosa.

Nem no campo flores,

Nem no céu estrelas

Me parecem belas

Como os meus amores.

Rosto singular,

Olhos sossegados,

Pretos e cansados,

Mas não de matar.


Uma graça viva,

Que neles lhe mora,

Pera ser senhora

De quem é cativa.

Pretos os cabelos,

Onde o povo vão

Perde opinião

Que os louros são belos.


Pretidão de Amor,

Tão doce a figura,

Que a neve lhe jura

Que trocara a cor.

Leda mansidão,

Que o siso acompanha;

Bem parece estranha,

Mas bárbara não.


Presença serena

Que a tormenta amansa;

Nela, enfim, descansa

Toda a minha pena.

Esta é a cativa

Que me tem cativo;

E. pois nela vivo,

É força que viva."


Luís de Camões

32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo