top of page
Buscar
  • Foto do escritorportalbuglatino

Poesia e o Trabalho


Venus Santana

“Mensageiro

“Meu trabalho é amar o mundo.

Aqui os girassóis, ali os beija-flores —

iguais em busca de doçura.

Aqui o fermento acelerador; ali as ameixas azuis.

Aqui a amêijoa no fundo da areia salpicada.

 

Minhas botas estão velhas? Meu casaco está rasgado?

Não sou mais jovem e ainda meio perfeito? Deixe-me

manter minha mente no que importa,

que é o meu trabalho,

 

que é principalmente ficar parado e aprender a se

surpreender.

A Phoebe, o delfínio.

As ovelhas no pasto, e o pasto.

O que é motivo de alegria, já que todos os ingredientes estão aqui,

 

que é gratidão, receber uma mente e um coração

e essas roupas corporais,

uma boca com a qual dar gritos de alegria

para a mariposa e a carriça, para o molusco desenterrado sonolento,

dizendo a todos eles, repetidamente, como é

que vivemos para sempre.”

Mary Oliver

 

 

“sou acusada de cuidar do passado

como se o tivesse feito,

como se o tivesse esculpido

com minhas próprias mãos. mas não.

este passado estava me esperando

quando eu cheguei,

um monstruoso bebê sem nome,

e eu com o zelo de minha mãe

o coloquei no peito

e o chamei de

História.

ela está mais humana agora,

aprendendo línguas todos os dias,

lembrando caras, nomes e datas.

quando ela estiver forte o suficiente para viajar

sozinha, cuidado, ela irá.”

(Lucille Clifton, tradução Igor Cruz )

poeta americana Lucille Clifton(27 de junho de 1936, Nova York – 13 de fevereiro de 2010, Maryland), ganhadora de vários prêmios de poesia entre eles o National Book Award for Poetry(2000)

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page