top of page
Buscar
  • Foto do escritorportalbuglatino

Poesia e Liberdade


Yacuna-Tuxa-Mulher-indigena-e-sapatao-2019-600x592

“Vivemos sem sentir o país sob os pés,

Nem a dez passos ouvimos o que se diz,

E quando chegamos enfim á meia fala

O montanheiro do Kremlin lá vem à baila.

Dedos gordurosos como vérmina gorda,

As palavras certas como pesos de arroba.

Riem-se-lhe os bigodes de barata,

Reluzem-lhe os canos da bota alta.

À volta a escumalha – guias de fino pescoço –

Nas vénias da semigente ele brinca com gozo.

Um assobia, o outro geme, aquele mia,

Só ele trata por tu, escolhe companhia.

Como ferraduras, lei ‘trás de lei ele oferta,

Em cheio na virilha, olho e sobrolho e testa.

Cada morte que faz – crime malino

E o peitaço tem amplo, ossetino.”

Óssip Mandelstam (1891 – 1938)

Novembro de 1933

 

“A Gente é Legal”

“Jogadores de Sinuca.

Sete no Taco de Ouro.

A gente é legal.

A gente

Largou o colegial.

A gente

Manda na madruga.

A gente

Acerta na sinuca.

A gente

Foge de igreja.

A gente

Segue a cerveja.

A gente

Samba à beça.

A gente

Morre depressa.”

Gwendolyn Brooks

Poeta, escritora e professora norte-americana. A primeira afro-americana a vencer o Prêmio Pulitzer (1950)

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page