top of page
Buscar
  • Foto do escritorportalbuglatino

Poesia e caldo de tucupi


Foto retirada do site Sossego da Flora

A vida sabe a jambu, tucupi, tapioca

A sal, pimenta e Drumond

Sabe a cuidados, a coração

Amazônia, consolo e dom


“Receita de Tacacá”


“Ponha, numa cuia açu

ou numa cuia mirim

burnida de cumatê:

camarões secos, com casca,

folhas de jambu cozido

e goma de tapioca.

Sirva fervendo, pelando,

o caldo de tucupi,

depois tempere a seu gosto:

um pouco de sal, pimenta

malagueta ou murupi.

Quem beber mais de 3 cuias

bebe fogo de velório.

Se você gostar me espere

na esquina do purgatório. “


Luiz Bacellar

(1928 - 2012)


“Consolo na Praia”

"Vamos, não chores.

A infância está perdida.

A mocidade está perdida.

Mas a vida não se perdeu.


O primeiro amor passou.

O segundo amor passou.

O terceiro amor passou.

Mas o coração continua.


Perdeste o melhor amigo.

Não tentaste qualquer viagem.

Não possuis carro, navio, terra.

Mas tens um cão.


Algumas palavras duras,

em voz mansa, te golpearam.

Nunca, nunca cicatrizam.

Mas, e o humour?


A injustiça não se resolve.

À sombra do mundo errado

murmuraste um protesto tímido.

Mas virão outros.


Tudo somado, devias

precipitar-te, de vez, nas águas.

Estás nu na areia, no vento...

Dorme, meu filho."


Carlos Drummond de Andrade

43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page