top of page
Buscar
  • Foto do escritorportalbuglatino

Poesia do Resplendor


Anna Chromy

“Libertei os demónios,

é inútil que se escondam

atrás da fonte cor-de-rosa

do Jardim das Delícias,

sei que estão lá,

de nada serve atravessar

este mar encristado de cavalos selvagens,

a praia terá dentes

e dedos de enxofre e de sal,

as armadilhas-para-sonhos já levantam

as cabeças de arestas petrificadas

e o tempo, o tempo, esse,

penteia os seus cabelos de areia negra

e alimenta-se do meu desejo de ti.”

Isabel Meyrelles

escultora e poetisa surrealista portuguesa


“APRENDAM COM A FOLHA DA AMENDOEIRA”

“Aprendam com a folha da amendoeira

que se incendeia ao cair.

O solo arde.

A terra arde.

O resplendor

é o mais importante.”

Eunice de Souza

poetisa, crítica literária e romancista indiana de língua inglesa.


37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page