top of page
Buscar
  • Foto do escritorportalbuglatino

Poesia do raiar da tarde


Michelangelo Buonarroti

“VERSO LIVRE”

“assim escrevo na borda do tempo

linha riscada em giz de sombra pálida

tempo febril indagações metálicas

ponta de aço enferrujado em lomba

lomba de páginas lidas em compasso

lomba de canto gasto e atual

lomba de lombra curto verso inverso

lomba de chão arado tenso igual


assim escrevo no raiar da tarde

tarde molhada líquida desfeita

tarde que logo será noite. E arde.

ardência louca transparente avessa

engole o verso a transparência e a tarde

mais tarde é noite

antes que anoiteça.”

ANNA MIRANDA MIRANDA



“TRANSMUTANTE”

“Dos meus pés saem raízes

Das minhas pernas saem memórias

Das minhas coxas saem estrias

Dos meus joelhos saem sussurros

Do meu útero saem orgasmos

Da minha barriga saem espasmos

Do meu abdômen saem urros

Do meu tórax saem buracos

Das minhas costas saem cascas

Dos meus braços saem dores

Das minhas mãos saem garras

Da minha nuca saem facas

Da minha cabeça saem galhos

Da minha mente saem antenas

Parabólicas

De consciência.”

ANNA MIRANDA MIRANDA

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page