Buscar
  • portalbuglatino

Poesia, diz sem dizer


Na poesia podemos tudo dizer, sem nada dizer. Pode saber tudo de mim sem nada ficar a saber. Poesia diz o que quer, cala o que quer. No entanto, tudo diz para quem sabe e nada entende quem quer saber.


1. Poesia indicada por Bug Latino


“Poema Ideal”


“Não és tu quem eu amo, não és!

Nem Teresa também, nem Ciprina;

Nem Mercedes a loira, nem mesmo

A travessa e gentil Valentina.


Quem eu amo te digo, está longe;

Lá nas terras do império chinês,

Num palácio de louça vermelha

Sobre um trono de azul japonês.


Tem a cútis mais fina e brilhante

Que as bandejas de cobre luzido;

Uns olhinhos de amêndoa, voltados,

Um nariz pequenino e torcido.


Tem uns pés... oh! que pés, Santo Deus!

Mais mimosos que uns pés de criança,

Uma trança de seda e tão longa

Que a barriga das pernas alcança.


Não és tu quem eu amo, nem Laura,

Nem Mercedes, nem Lúcia, já vês;

A mulher que minh'alma idolatra

É princesa do império chinês.”


Fagundes Varela


2. Poesia indicada por Maria Lúcia Levert


"Vaga, no azul amplo solta,

Vai uma nuvem errando.

O meu passado não volta.

Não é o que estou chorando.


O que choro é diferente.

Entra mais na alma da alma.

Mas como, no céu sem gente,

A nuvem flutua calma.


E isto lembra uma tristeza

E a lembrança é que entristece,

Dou à saudade a riqueza

De emoção que a hora tece.


Mas, em verdade, o que chora

Na minha amarga ansiedade

Mais alto que a nuvem mora,

Está para além da saudade.


Não sei o que é nem consinto

À alma que o saiba bem.

Visto da dor com que minto

Dor que a minha alma tem."


Fernando Pessoa


57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo