Buscar
  • portalbuglatino

Poesia de "domingo"


Para mim e para os que se lembrarem de mim, sempre estará ali o domingo, as laranjas, o mar, o vento, a vida. Para os que ali estiverem, um dia estará também a despedida.


1. Poesia indicada por Bug Latino


“Para comer depois”


“Na minha cidade, nos domingos de tarde,

as pessoas se põem na sombra com faca e laranjas.

Tomam a fresca e riem do rapaz da bicicleta,

a campainha desatada, o aro enfeitado de laranjas:

‘Eh bobagem!’

Daqui a muito progresso tecno-ilógico,

quando for impossível detectar o domingo

pelo sumo das laranjas no ar e bicicletas,

em meu país de memória e sentimento,

basta fechar os olhos:

É domingo, é domingo, é domingo.”


Adélia Prado


2. Poesia indicada por Maria Lúcia Levert


“O POEMA”


"O poema me levará no tempo

Quando eu já não for eu

E passarei sozinha

Entre as mãos de quem lê,


O poema alguém o dirá

Às searas

Sem passagem se confundirá

Com o rumor do mar com o passar do vento

O poema habitará

O espaço mais concreto e mais atento,


No ar claro nas tardes transparentes

Suas sílabas redondas

(Ó antigas ó longas

Eternas tardes lisas)

Mesmo que eu morra o poema encontrará

Uma praia onde quebrar as suas ondas,


E entre quatro paredes densas

De funda e devorada solidão

Alguém seu próprio ser confundirá

Com o poema no tempo… "


Sophia de Mello Breyner Andresen

47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo