Buscar
  • portalbuglatino

CADA VEZ “PINTAM MAIS CLIMAS” ... Bug Sociedade


CADA VEZ “PINTAM MAIS CLIMAS” ... Bug Sociedade

Talvez eu esteja ficando velha. Fui educada para respeitar a verdade e brigar por ela. “Quem bateu nesse menino”? E o culpado se acusava, senão a coisa “pegava”.

O nível de covardia é tão grande, que vemos homens copiando a forma como as mulheres são xingadas, menosprezadas e humilhadas (sempre do jeito asqueroso de sempre, ou seja, usando conteúdo sexualizado para nos atingirem), em ataques violentos, tentativas de homicídio, enfrentamento de ordens judiciais e depois tentativas de fuga. Assim, um advogado criminalista, como o que vimos domingo, ofende uma ministra da Suprema Corte do Brasil, da mesma maneira absurda e natural que um homem agride uma mulher na rua. Eu esperaria que as autoridades todas corressem para ajudá-la, mas não – assim como acontece quando as mulheres são agredidas na rua, as autoridades machistas não fizeram nada. NADA!

“Pintou um clima” – de nojo! De raiva!

“Pintou um clima” – de terrorismo, de tentativa de homicídio de representantes da lei!

“Pintou um clima” – de pedofilia e sexualização de crianças – claro – meninas.

“Pintou um clima” – de perda de aumento de salário e aposentadoria de todo mundo!

“Pintou um clima” - de censura.

“Pintou um clima” – de mentira por todos os lados.

“Pintou um clima” – de desprezo

“Pintou um clima” – de amnésia acerca dos 700 mil mortos e diante de gente arfando e imitando falta de ar, na pandemia – sem nenhuma condescendência, atenção ou solidariedade.

“Pintou um clima” – de investigação, já que ninguém sabe como aquele tipo de arma apareceu na casa de uma pessoa sob custódia da justiça. Será que estava “passando uma boiada” por ali também?

“Pintou um clima” - de falta de respeito e outro de “se respeitem e nos respeitem, canalhas”.

“Pintou um clima” – de vergonha na cara – pelo menos na minha. Como anda a sua vergonha na cara? Quem vai continuar insistindo que é normal você ter mil amigos bandidos, daqueles que ofendem a honra de uma mulher, daqueles que atiram granadas em polícia, mas não ser bandido? Daqueles que afirmam que o salário não vai mais aumentar de acordo com a inflação, quando não controlam a inflação, quando compram uma inflação falsa pra nos enganarem?

“Pintou um clima” – de pensar se a gente deve votar em quem é fã e se você é fã, se perguntar quando sua mãe lhe permitiria ser fã de quem não se pode confiar. Sua mãe nunca foi contra uma amizade sua? Nunca lhe deu nenhum conselho, falando das más companhias?

“Pintou um clima” de conselho – Não vote por teimosia, quando você está vendo que tem alguma coisa de muito errada nesse candidato. Quando, por mais que você fuja, a suspeita vem atrás de você – porque é impossível fugir de tudo o que insistentemente pede pra “entrar na sua casa, na sua vida, porque pintou um clima” ...

Ana Ribeiro, diretora de cinema, teatro e TV


Os adultos precisam aprender de uma vez por todas que são exemplos para os mais novos e que têm de ser bons exemplos. Do mesmo modo, quem está em cargos de poder, cargos políticos, cargos onde suas ações determinam a vida de uma ou milhões de outras pessoas, precisam aprender que tudo o que dizem, fazem, se reflete, estimula, ensina, incentiva os que são liderados por si. E que precisam ser bons exemplos. Precisam ser seres humanos.


Tem momentos na vida e no mundo que parece que estamos num pesadelo que insiste em não terminar, e complica as alternativas de salvação.

Alison e Álvaro retomam parceria no vôlei de praia, em agosto de 2022. Incrível né? Quem ouviu as declarações dos dois a seguir à eliminação da dupla, nas quartas de final, dos Jogos Olímpicos de Tokyo, 2020 (2021), sabe do que falo. É, tem coisas que pensamos que todas as pessoas têm, mas não é verdade. Deveriam ter, mas nem todas têm.


O ex-juiz, Sérgio Moro, parecia a salvação do Brasil, a salvação do mundo. Agora nem sei o que parece, mas não é grande coisa não. Ego, ambição, soberba, vaidade, cegueira, “espinha dorsal inexistente”, são algumas palavras que me surgem no pensamento, quando penso no seu trajeto, nos seus olhos, no que fala, no que diz, no que faz e desfaz e torna a fazer. Parecia uma coisa, mas não era essa coisa. É um perigo.

“O cineasta Lucas Mesquita acabou expulso de um grupo de WhatsApp porque criticou a reaproximação de Sérgio Moro com Jair Bolsonaro. Os dois estavam em um grupo chamado "Parlatório", com uma porção de advogados, banqueiros, empresários e políticos, entre os quais até Geraldo Alckmin. Quem deu a notícia foi a jornalista Andreia Sadi e agora vazou a derradeira mensagem de Mesquita (...)”. (mensagem do cineasta Lucas Mesquita, publicada na íntegra no Blog do Juca Kdouri, que aconselho a leitura)

Texto retirado do Blog do Juca Kfouri (Uol)


Neymar, goleiro Bruno, Guilherme de Pádua, Robinho, Nelson Piquet, Emerson Fittipaldi, Renato Gaúcho, Wallace e Maurício Souza, Regina Duarte. Todos apoiam Jair Bolsonaro. Sem comentários.


Roberto Jefferson, em prisão domiciliar, ofende a Ministra do STF, Carmen Lúcia, através de um vídeo, recusa prisão e dispara contra policiais. Suas falas, tentando humilhar e atacar uma mulher, uma juíza, é a esperada, de um machista básico, vazio e sem argumentos maduros – grosseira, carregada de ódio. Em prisão domiciliar, recusa ser preso - devido a essa ofensa que cometeu - e ataca a polícia, filma-se justificando suas ações, dizendo que não atirou para acertar, foi só para intimidar, com tiros e granadas. Isso resultou em dois policiais feridos e num domingo longo e que nos avisa como estes dias são e serão imprevistos, perigosos e marcantes para a história e o futuro do Brasil.


Que Brasil é este? Que Brasil acontecerá no e a partir de domingo, dia 30? Que país será a partir de janeiro de 2023? A vida e o futuro dos que vivem no Brasil de forma modesta, ou pobre, ou na miséria, depende dos resultados deste domingo. Que o Deus de cada religião nos proteja dos falsos moralistas e falsos religiosos, que a Pátria cuide e proteja todos e que as famílias sejam protegidas e respeitadas, sejam quais forem. Que os jovens estudem, enriqueçam seu conhecimento, se preparem para intervir, enfrentar e melhorar o mundo, o mais breve que seja possível na sua vida, porque viver é trabalhar, construir, desenvolver, corrigir, melhorar, apoiar, fazer, não é curtir, gastar, estragar, aproveitar.

Ana Santos, professora, jornalista

164 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo