Buscar
  • portalbuglatino

Amor na Poesia


Amor na Poesia

Quero ir, quero ficar? Sei o que quero, não sei o que quero? Amo, será que amo? As viagens de ida e volta, em volta do amor.


1. Poesia indicada pelo Bug Latino


“assim que vi você

logo vi que ia dar coisa

coisa feita pra durar

batendo duro no peito

até eu acabar virando

alguma coisa

parecida com você


parecia ter saído

de alguma lembrança antiga

que eu nunca tinha vivido


alguma coisa perdida

que eu nunca tinha tido


alguma voz amiga

esquecida no meu ouvido


agora não tem mais jeito

carrego você no peito

poema na camiseta

com a tua assinatura


já nem sei se é você mesmo

ou se sou eu que virei

parte da tua leitura...”


Alice Ruiz


2. Poesia indicada por Maria Lúcia Levert


“VINHA DIZER ADEUS”


"Vinha dizer adeus, mas reparei

Que na faia do pátio era Setembro

Vinha dizer adeus, mas encontrei

Um livro na cadeira do alpendre

Vinha dizer adeus, mas as maçãs

Estavam no forno a assar e esse cheiro

Fez-me parar na porta das manhãs

A relembrar o nosso amor inteiro

Vinha dizer adeus, mas o teu cão

Veio lamber-me os dedos hesitantes

Vinha dizer adeus, mas vi no chão

A manta, ao pé do lume, como dantes

Vinha dizer adeus, mas senti fome

Ao ver a mesa posta para dois

Dálias e o guardanapo com o meu nome

Sem ter havido antes nem depois

Vinha dizer adeus, mas que surpresa

Apassionata... o último andamento

Como se tu tivesses a certeza

Que eu ia chegar nesse momento

Vinha dizer adeus, mas nesse olhar

Vi tanta solidão, tantos abraços

Tantas amendoeiras ao luar

Que me escondi, chorando nos teus braços

Vinha dizer que já não estou contigo

Que este amor singular já não é nosso

Vinha dizer adeus, mas já não digo

Vinha dizer adeus, mas já não posso!"


ROSA LOBATO DE FARIA

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo