Buscar
  • portalbuglatino

Poesia de dentro e de fora


Vemos o mundo, vemos a poesia

Misturamos por dentro do nosso peito

E fazemos a nossa vida o melhor que sabemos, Em cada dentro

Em cada fora


1. Poesia indicada pelo Bug Latino


“O sol se põe”


“O sol se põe, colinas negrejam

A avezinha se cala, o campo se aquieta,

Homens contentes fruem repouso,

Mas eu só miro… e voo com alma

Ao pomar escuro na minha Ucraína.

Voo com meus pensamentos,

E assim a alma se acalma.

Negrejam campos, matas e montes,

No céu profundo nasce uma estrela.

Oh estrela, estrelinha! – e lágrimas rolam.

Tu já surgiste na minha Ucraína?

Será que olhos amados

No céu te buscam? Ou já esqueceram?

Se já esqueceram, durmam tranquilos,

E com o meu destino não se perturbem.”


Taras Shevchenko

Ucraniano


2. Poesia indicada por Maria Lúcia Levert


“Ando um pouco acima do chão”


“Ando um pouco acima do chão

Nesse lugar onde costumam ser atingidos

Os pássaros

Um pouco acima dos pássaros

No lugar onde costumam inclinar-se

Para o voo


Tenho medo do peso morto

Porque é um ninho desfeito


Estou ligeiramente acima do que morre

Nessa encosta onde a palavra é como pão

Um pouco na palma da mão que divide

E não separo como o silêncio em meio do que escrevo


Ando ligeiro acima do que digo

E verto o sangue para dentro das palavras

Ando um pouco acima da transfusão do poema


Ando humildemente nos arredores do verbo

Passageiro num degrau invisível sobre a terra

Nesse lugar das árvores com fruto e das árvores

No meio de incêndios

Estou um pouco no interior do que arde

Apagando-me devagar e tendo sede

Porque ando acima da força a saciar quem vive

E esmago o coração para o que desce sobre mim


E bebe”


Daniel Faria


31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo