Buscar
  • portalbuglatino

Poesia é metáfora


Tudo é possível. Tudo se transforma. Tudo é imaginação. Tudo é metáfora. Tudo é verdade. E tudo é muito rápido. Quando se vê, já terminou. Arder as maçãs, fazer os deveres, sentir a vida, enquanto é tempo.


1. Poesia indicada pelo Bug Latino


“Seiscentos e sessenta e seis”


“A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se vê, já são 6 horas: há tempo

Quando se vê, já é 6ª-feira

Quando se vê, passaram 60 anos!

Agora, é tarde demais para ser reprovado

E se me dessem um dia uma outra oportunidade,

eu nem olhava o relógio

seguia sempre em frente

E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.”


Mario Quintana


2. Poesia indicada por Maria Lúcia Levert


“TARDE”


"Ardem maçãs na tarde aberta

sobre o pomar do teu passado

Conta quem foste

Recomeça

com outros frutos o relato

Sejam romãs

É uma festa

ir decifrar-te bago a bago

Conta em que tronco as tuas pernas

viram primeiro a luz de um rapto

Ou projectaram ser a hera

tocando frutos lá no alto

Conta quem foste Nunca 'squeças

que só em frutos te translado."


David Mourão-Ferreira

In "Órfico ofício"


36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo