top of page
Buscar
  • Foto do escritorportalbuglatino

Poesia do Instante


Fotografia de Isabel Munoz, da série "Burkina Faso" (1998)

Quanto vale um instante

Um momento

Um clique

Um suspiro

A vida

Tu

Aproveita o “agora”

Porque é só isso que tens


“História de uma tarde”


“Há

uma réstia de tarde ainda por resolver.

Não durará muito é certo (espera-a

o esquecimento) somente o necessário até

a noite baixar. Ainda falta esta luz

antes de fechar a praia

(um átimo para esquecer

recordar

voltar atrás). Já não sobra muito eu sei

(só instantes sem momentos) esse pouco

que divisa memória de

ilusão. Procuro o inefável na espessura da tarde –

se eu não guardar num poema esta hora atravessada

nem ela nem esta tarde alguma

vez existirão.”


João Luis Barreto Guimarães

Prémio Pessoa de 2022



DOS OLHOS DO ESPELHO


Olha bem para os meus olhos

onde o fogo hipnotiza os teus.


Cega a luz dos meus olhos com o fogo que vem dos teus.


Devora a razão que ri dos sentidos.

Abraça a loucura que canta os céus.

Abra a cegueira da visão diante do espelho.


Veja de longe e para dentro como aquele que vê o Profundo na sombra dos olhos.

Elizeu Moreira Paranagua

Poeta, ensaísta e escultor

63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page