top of page
Buscar
  • Foto do escritorportalbuglatino

POESIA DESFOLHADA


Gluck, Medallion

“ANTERIOR AO TEU CORPO”

 

“Anterior ao teu corpo é esta história

que vivemos juntos

na noite inconsciente.

 

Teimosas simulações desocupam

o espaço em que às cegas nos

buscamos,

deixam nas proximidades

da luz um indício

de sombras de perguntas nunca

feitas.

 

Em vão recorremos

a distância que resta entre as últimas

suspeitas de estarmos sós,

já convencidos talvez dessa interina

realidade que avaliza sempre

o trâmite do sonho.”

José Manuel Caballero Bonald

(1926-2021)


 

“Meses do inverno frios

que eu amo a todo o amar:

meses dos fartos rios

e o doce amor do lar.

 

Meses das tempestades

que imagem são da dor

que aflige as mocidades

e as vidas corta em flor.

 

Chegai, e atrás do Outono

que as folhas faz morrer,

nelas deixai que o sono

eu durma no não-ser.

 

E quando o Sol formoso

de Abril sorria outra vez,

dê luz ao meu repouso,

já não ao meu sofrer.”

Rosalía de Castro

(1837-1885)

Tradução de Ernesto Guerra da Cal

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page