top of page
Buscar
  • Foto do escritorportalbuglatino

“COMPORTAMENTOS INAPROPRIADOS” Bug Sociedade


“COMPORTAMENTOS INAPROPRIADOS” Bug Sociedade

Como hiperativa, me acostumei a, ao ouvir uma lata cair em qualquer lugar do mercado, logo gritar: “Não fui eu!”. Portanto entendo bastante de comportamento inapropriado, fala inapropriada, etc.

O que estamos vendo no mundo atualmente está muito distante de passar o dedo no bolo, na festa do amiguinho. As crianças nem sabem mais o que é frustração, à medida que papai e mamãe dão tudo – menos seu tempo. E sem tempo, quem ensina as crianças a falarem e lerem bem? Inúmeros adultos nunca tinham pensado no fato de que a escrita nasce para “guardar” a palavra falada pra depois, no futuro. Mas a gente interpreta texto na palavra falada primeiro e só depois cai na interpretação de texto escrito da escola. Parece que interpretar texto nasce com a literatura, mas... não.

Sem aprender a circular pela frustração, como viver? Como responder às provas que o mundo nos marca? Nem falo só tirar “nota boa”, mas se manter vivo e produtivo. E feliz. Mas os pais não trabalham problemas e sim respostas.

Nunca tantos desistiram da vida, no mundo. Mas também nunca se havia demitido ninguém, nem terminado namoro por Email, por WhatsApp. Dentro do grotesco, o mais grotesco ainda. Nem pelo telefone, nem pra ouvir a voz. Nada. Agora é “ghosting” – a pessoa some e pronto.

Somos “animais políticos”, dizia Aristóteles - e devemos influir sempre na sociedade em que vivemos. Influir seria desviar, abrir espaço para queimada e invasões, permitir que bandidos trafiquem armas? Mil vezes furar o bolo da casa do amiguinho, do que matar alguém pelo crime de terminar o namoro. Será por isso que as pessoas desaparecem da sua vida sem a dignidade de terminarem a relação, pelo menos?

O que era inapropriado antes, atualmente nem é mais assunto. Virgindade era assunto, na minha adolescência. Ainda bem que, junto com o divórcio, agora ocupa o “lugar nenhum”. Eu vi isso acontecer. Estamos agora falando as mesmas frases para a descriminalização das drogas e o aborto. Mas o fato é que a maconha pode ser usada como remédio. O fato é que uma mulher, quando está desesperada, pode vir a recorrer ao aborto. Não são coisas opinativas, são fatos. Não acontecem desde agora; sempre aconteceram. Escolher morrer com dignidade é mais um deles. Isso não quer dizer que devamos ser contra ou a favor sobre nada disso. Isso quer dizer apenas que isso acontece no mundo e o Estado precisa proteger a todos. E todos são todos.

O Brasil ainda não entendeu que não pode resolver seus problemas com um “eu acho isso ou aquilo”. Não somos palpiteiros. Armas matam, mesmo aos que amam tê-las. Armas matam. Não é uma pesquisa de opinião. É um fato. O que acontece com um homem quando ele simplesmente ignora que engravidou uma mulher? Nada. Mas poderia ser visto como um aborto masculino? A indiferença? Não sei. E a violência masculina? Bater em mulher, matar a mulher trans tem justificativa? É apenas inapropriado ou na delegacia já é visto como crime de verdade? O detetive te trata com o devido respeito? E quanto ao machismo? E escravizar as pessoas?

Tantas horas eu fiquei de castigo, “tantos olhares tipo 33” eu tive que segurar da minha mãe... Tudo isso acontecendo e tem gente na praça dando milho aos pombos! – o que também é inapropriado porque eles são poços de doenças – diga-se de passagem.

Ana Ribeiro, diretora de cinema, teatro e TV


“Inapropriado” Bug Sociedade

Comportamentos inapropriados são apontados como uma das causas de doença e morte pela Organização Mundial de Saúde - OMS. Muitas vezes por causa indireta. Muitas vezes, ao fim de mais de 20 ou 30 anos. Muitas vezes nos outros e na vida dos outros. Tem um lastro enorme: de dirigir sem cuidado em tempo de chuva até ter um negócio de venda de refrigerantes.

A humanidade está na descida da ladeira dos comportamentos inapropriados. Basta assistir às assustadoras mudanças climáticas.

O que é um comportamento inapropriado? Cada comportamento tem uma função. O ser humano escolhe o comportamento adequado à função e ao objetivo que deseja alcançar. Objetivos baseados em valores morais bem estruturados, sem preconceito – justos, equitativos e saudáveis. Quando isso acontece? Quantas pessoas fazem isso? Quem é capaz de o fazer 24 horas por dia? E quando os comportamentos inapropriados, são aprovados, estimulados, indicados como aconselháveis?

Século XXI. Inapropriado, depende da pessoa. Inapropriado, depende do país. Inapropriado, depende do momento. Inapropriado, depende do que você dá em troca. Inapropriado, socialmente atribuído pelos outros. Apropriado vira inapropriado, como o vento, rápido como um corisco – dependendo do tamanho da cenoura pendurada na frente dos nossos olhos...

Um acidente de comboio/trem, na Índia. Fatalidade?

46 cidades de Alagoas, “Kit’s de Robótica”, dinheiro vivo em todo o canto, sobrefaturamento. “Cada um é responsável pelo seu CPF”. Filme de cinema?

A companhia aérea portuguesa TAP. Novela mexicana?

Bolsonaro, Covid-19, vacinas, carteira de vacinação, regras de entrada nos EUA, grosseria e ofensas a mulheres, joias, corrupção de menores, bombons, atos antidemocráticos de 8 de janeiro, tragédia Yanomami, garimpo ilegal, Bruno e Dom, genocídio indígena, mas tem muito mais. É uma série da Netflix?

A corrida para os dois lugares do STF. Vai ter VAR?

Tivemos de colocar piso tátil na nossa calçada, há uns anos atrás, para não termos multa. Não queríamos, mas fomos avisadas – olhos nos olhos - que teríamos multa se não o fizéssemos já que as calçadas em Salvador iriam ser todas assim. Já ninguém mais fala nisso e uns 70 a 80% das calçadas nunca colocaram piso tátil. Agora a moda é mudar o “meio fio” das calçadas. Vou me poupar de escrever algo inapropriado sobre este assunto, mas acho que todos entendemos sem ser necessário falar. Principalmente os que caminham a pé nas calçadas.

Felizes os tempos em que as nossas preocupações eram pés em cima da mesa, deitar no sofá, molhar o pão no molho da comida, comer do prato da namorada, beber do mesmo copo, não saber qual era o talher para comer peixe ou carne, ficar a dever 1 tostão na padaria, fazer uma rasura no exame escrito, comprar queijo para si mas comer o queijo que a prima comprou para ela, aceitar quando errava, pedir desculpa depois de errar e não voltar a cometer o mesmo erro, dizer o que pensava, dizer o que sentia, falar sobre seus medos, pedir ajuda, ter amigos de verdade, viver de verdade.

Ana Santos, professora, jornalista

73 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page