E acordei

January 20, 2019

 

Vem.

Vem sem medo, sem perguntas, sem tremores.

Vem que eu te recebo na mais quente das mantas, com a comida mais gostosa, nos abraços mais entrelaçados do espaço. Vem que eu e os siris dançamos o teu nome. Em lume.

Para ti só te darei TUDO e te mostrarei o meu lugar e o que vivi. Te mostrarei o que eu fui, o que sou e como feliz estou por vires.

 

Sempre me acolheste, mereces o melhor de mim.

Eu, o que sou, o que tenho e o que posso. 

Tudo estará  disponível para ti.

Para sempre.

 

Tu foste o meu guarda-chuva nas tempestades noturnas dos meus pensamentos e maiores sofrimentos. Me deste tua cama, tua pouca comida, teu tempo. Me batizaste junto dos teus mais queridos e íntimos.  Tu que já não o fazes para ninguém. 

 

Me ouviste...como me ouviste tanto nas noites longas onde faltava espaço e colo. Onde os meus sangravam e eu sangrava de volta e de ida e de reviravolta. A ti eu devo o mar.

 

Só te peço...não me avises quando chegares e não me procures.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes

September 18, 2019

September 16, 2019

August 13, 2019

July 2, 2019

May 22, 2019

January 20, 2019

January 16, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square