Buscar
  • portalbuglatino

Liberdade de Expressão: Aprenda, Não Censure


A intolerância à crítica, principalmente a construtiva, é intolerável. A imprensa precisa de liberdade para o exercício de seu olhar porque seu papel principal é o de representar os olhos que não puderam estar presentes, que não puderam ver o que aconteceu. No caso específico do badminton, não basta oferecer uma competição internacional de alto nível, se o público não souber do que se trata. Criticar a falta de público é um incentivo para que os envolvidos o tragam e encham as arquibancadas de possíveis novos adeptos, é um incentivo a novas parcerias que prevejam a participação do público. Reagir a exatamente esta crítica, mantém e eterniza as arquibancadas vazias, o que é, no mínimo, uma pena para aqueles que poderiam e deveriam ser envolvidos pela força do esporte. O Bug Latino tem uma profissional de desporto que, além de referência em postura e gentileza, viveu uma Olimpíada como parte dela, de dentro dela, como treinadora de uma das duplas de vôlei praia. Não como voluntária, mas com o sofrimento ao redor dos esportes de alta competição. Quantos jornalistas têm a dupla experiência? À propósito: um esportista já tentou viver o dever de um jornalista? Somar, ao relatar um evento para que ele cresça com bases mais sólidas, no futuro?

ANA RIBEIRO

Diretora de teatro, cinema e TV.


Agora que o Carnaval e toda a festa terminou, uma coisa séria. O Bug tem uma relação de respeito e de parceria com todas as instituições brasileiras, portuguesas e com todos os países que falam língua portuguesa. Nunca nenhuma dessas instituições políticas ou sociais, de enorme respeito mundial, fez crítica ou indicou correções nas produções do Bug. Mesmo as que apoiam financeiramente. Aceitam, defendem, preservam e lutam pela manutenção da liberdade de expressão. Algo importante a manter e a proteger nos dias de hoje. E o Bug agradece porque esse respeito das instituições tem valores humanos infinitos.


Sempre que decidir ler ou assistir a algo produzido pelo Bug Latino, procure não esquecer que existimos para somar, para ajudar, para contribuir. E é realmente o que fazemos. Tentamos dar outros pontos de vista, tentamos mostrar caminhos saudáveis física e mentalmente. O Bug não é avaliador, castrador, muito menos fiscalizador. Por isso, quando voltar a ler ou a assistir ao Bug Latino, e sentir desejo de corrigir, de criticar...experimente mudar esse ponto de vista e quem sabe, aprender uma nova forma.


Não se pede a um jornalista para ele corrigir um parágrafo do seu texto, mesmo que seja de forma simpática e em jeito de conselho. Em vez de se perguntar quem escreveu isto ou aquilo, de forma aparentemente autoritária, podemos tentar ler e tentar entender a mensagem. Tentar fazer algo diferente e, quem sabe, melhorar. Se os famosos e os políticos fossem presenças assíduas em eventos esportivos, para além do Futebol e do Carnaval, estimulariam a presença de público. E isso, levaria as pessoas a conhecerem modalidades diferentes e aumentaria o número de praticantes. E tudo isso iria gerar mais saúde, melhor economia, menos ociosidade, melhores hábitos sociais, menores índices de crianças e jovens em caminhos difíceis e infelizes, etc.

Ana Santos, professora, jornalista, mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Esportiva, treinadora da única equipe feminina de Volei de Praia portuguesa que foi aos Jogos Olímpicos (9º Lugar)


Por isso, o Bug vai repostar o texto.


BADMINTON PAN AM – MALE & FEMALE CUP – SALVADOR, BAHIA – BRASIL, 2020

“Seja corajoso, audacioso, tenha orgulho no que é e no que faz e faça o que você acredita com paixão.”

“O Badminton é como um Xadrez físico.”

Jennifer Lee, natural de Hong-Kong, co-treinadora de Badminton do Time do Canadá


O Male & Female Pan Am Team Continental Championships 2020, mais conhecido por Campeonato Pan-americano de Badminton (Pan Am), realizou-se nos dias 13 a 16 de fevereiro de 2020, no Centro Pan Americano de Judô, na Avenida Praia de Copacabana Ipitanga – Lauro de Freitas/BA. Estiveram presentes alguns dos melhores atletas do mundo e alguns treinadores de referência mundial. Algo que ninguém deve perder.


O time brasileiro de Badminton, tem tido a maravilhosa “mão” do seu treinador. Um português - o melhor representante português do Badminton no mundo – Marco Vasconcelos. Mais um madeirense com talento e que sabe bem fazer caminhos novos de sucesso. Nos enche de orgulho. Neste Pan Am obteve o terceiro lugar no time feminino, algo mais que honroso, quando compete com times e países que investem monstruosamente mais do que o Brasil. Marco, um ser humano com uma paixão e uma dedicação ao Badminton que é uma referencia para todos nós.


O Pan Am, organizado pela Confederação Brasileira de Badminton, com apoio do Governo da Bahia, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte. Custou um bom dinheiro. Pessoalmente agradeço pela oportunidade de poder assistir e ser juiz de linha de uma competição incrível. Nos 4 dias não se viu ninguém da direção do Governo nem da Sudesb. Que pena! Venham. Por favor venham ver, venham prestigiar, venham se surpreender com algo que é fabuloso e que vocês permitiram que acontecesse. É como comprar uma casa e nem querer ver como ela é. Fica estranho e pouco edificante para as instituições e para quem vive na Bahia. E se perdem oportunidades únicas porque cada esporte tem as suas caraterísticas raras e poderosas que podem ser transferidas para a sociedade e, quem sabe, ajudar a resolver imensos problemas sociais, humanos, organizacionais.


Dá um dor no coração não ver ninguém na bancada para além dos juízes de linha e dos acompanhantes dos atletas. Sabemos que algumas pessoas nem sabem que isto está acontecendo, outras nem sabem o que é Badminton, outras preferem fazer outras coisas. Mas, para isso ser “quebrado”, existe a divulgação, o incentivo, a provocação e muitas outras formas de estímulo. Os meios de comunicação precisam fazer isso urgentemente. Precisam se educar para isso. É saúde, é importante, é necessário. Estiveram aqui atletas exemplares a nível mundial, treinadores que são exemplo no mundo do esporte. Estas competições fabulosas poderiam ter o CPJ – Centro Pan Americano de Judô, lotado de crianças, jovens, famílias. Afinal, para que se realizam? Qual é o objetivo? Precisam estar cheias de crianças e jovens e adultos. Existe mais vida para além das academias, do Futebol, Voleibol, Volei de Praia, ou Futevôlei/Futvolei, aqui na Bahia. E mesmo com o Carnaval melhor do mundo a chegar, existe espaço para outras atividades, modalidades, formas. O mundo não é escolher só uma coisa. É a escolha de fazer tudo o que posso e que me enriquece e me melhora.


Um esporte lindo de assistir e ainda mais maravilhoso de praticar. Elegante, fisicamente exigente na alta competição mas que pode ser suave e prazeroso para quem deseja iniciar alguma atividade física, seja em que idade for. Um esporte literalmente para todas as idades. Todas. Sociável, divertido. Terapêutico. Se nunca experimentou, experimente e se prepare para amar.


Incentiva, promove e desenvolve a educação, a tolerância. Desenvolve a sua capacidade de resolução de problemas em situação de pressão e de cansaço. Melhora seu controle emocional porque se você não mantiver a educação e o controle, para além do cartão amarelo ou vermelho, paga uma multa em dólares e não é baixa... Desenvolve a autonomia, a responsabilidade, a perseverança, a disciplina, o pensamento positivo, a construção da motivação intrínseca - de se desafiar e melhorar todos os dias, de aprender a arriscar com controle e ponderação, de lidar com as dificuldades de relação com os outros como atleta, como treinador ou nas funções de árbitro. O que está à espera? O professor Ronival de Sousa Andrade é o Presidente Baiano de Badminton e um verdadeiro guerreiro e motivador do esporte e desta modalidade. Procure o Professor no Colégio Sartre, em Vilas do Atlântico (Lauro de Freitas). Um Colégio e um Professor que abraçaram e que abriram a possibilidade de a Bahia poder vir a ser uma referência na modalidade. Para fins recreativos, terapêuticos e competitivos.


O mesmo professor que dinamizou um curso de Juízes de Linha de Badminton, com o formador e diretor de arbitragem Renisson Diego Vieira, antes do Pan Am e que proporcionou a Moisés Brito, Gabriel Brito, Esdras Matos, Ronaldo Cavalcante e Ana Santos a experiência fenomenal de serem Juizes de Linha numa competição deste nível e a Isaque Reis, a experiência de colaborar na logística. Muito, mas mesmo muito gratos por tudo.


Classificação final do Pan Am 2020

Feminino

1ºlugar, Canadá

2ºLugar, Estados Unidos

3ºLugar, Brasil

4ºLugar, México

Masculino

1ºlugar, Canadá

2ºLugar, México

3ºLugar, Estados Unidos

4ºLugar, Guatemala


Vídeos de alguns jogos de Badminton do Pan Am 2020, Salvador - Brasil

https://www.youtube.com/user/panambadmintonvideos/videos



0 visualização

ESPERAMOS SEU CONTATO

+55 71 99960-2226

+55 71 99163-2226

portalbuglatino@gmail.com

  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • Tumblr - White Circle
  • Instagram - White Circle